quinta-feira, 16 de novembro de 2017

INFERIORIDADE


Inferioridade

Um samurai, conhecido por todos pela sua nobreza e honestidade, veio visitar um monge Zen em busca de conselhos. Entretanto, assim que entrou no templo onde o mestre rezava, sentiu-se inferior, e concluiu que, apesar de toda a sua vida ter lutado por justiça e paz, não tinha sequer chegado perto ao estado de graça do homem que tinha à sua frente.
– Por que razão me estou a sentir tão inferior a si? Já enfrentei a morte muitas vezes, defendi os mais fracos, sei que não tenho nada do que me envergonhar. Entretanto, ao vê-lo meditar, senti que a minha vida não tem a menor importância.
– Espere. Assim que eu tiver atendido todos os que me procurarem hoje, eu dou-te a resposta.
Durante o resto do dia o samurai ficou sentado no jardim do templo, a olhar para as pessoas que entraram e saíram à procura de conselhos. Viu como o monge atendia a todos com a mesma paciência e com o mesmo sorriso luminoso no seu rosto. Mas o seu estado de ânimo ficava cada vez pior, pois tinha nascido para agir, não para esperar. De noite, quando todos já tinham partido, ele insistiu:
– Agora podes-me ensinar?
O mestre pediu que entrasse, e conduziu-o até o seu quarto. A lua cheia brilhava no céu, e todo o ambiente inspirava uma profunda tranquilidade.
– Estás a ver esta lua, como ela é linda? Ela vai cruzar todo o firmamento, e amanhã o sol tornará de novo a brilhar. Só que a luz do sol é muito mais forte, e consegue mostrar os detalhes da paisagem que temos à nossa frente: árvores, montanhas, nuvens. Tenho contemplado os dois durante anos, e nunca escutei a lua a dizer: por que não tenho o mesmo brilho do sol? Será que sou inferior a ele?
– Claro que não – respondeu o samurai. – Lua e sol são coisas diferentes, e cada um tem sua própria beleza. Não podemos comparar os dois.
– Então, tu sabes a resposta. Somos duas pessoas diferentes, cada qual a lutar à sua maneira por aquilo que acredita, e a fazer o possível para tornar este mundo melhor;
 o resto são apenas aparência
 

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Lenda Sioux


Lenda Sioux – Amor entre Touro Bravo e Nuvem Azul
Conta uma velha lenda que, uma vez, Touro Bravo, o mais valente e honrado de todos os jovens guerreiros, e Nuvem Azul, a filha do cacique, uma das mais formosas mulheres da tribo, chegaram de mãos dadas até a tenda do velho feiticeiro da tribo.
– Nós nos amamos e vamos nos casar, disso o jovem. E nos amamos tanto que queremos um feitiço, um conselho, ou um talismã… Alguma coisa que nos garanta que poderemos ficar sempre juntos… Que nos assegure quer estaremos um ao lado do outro até encontrarmos a morte. Há algo que possamos fazer?
E o velho emocionado ao vê-los tão jovens, tão apaixonados e tão ansiosos por uma palavra, disse:
– Tem uma coisa a ser feita, mas é uma tarefa muito difícil e sacrificada…Tu, Nuvem Azul, deves escalar o monte ao norte dessa aldeia e apenas com uma rede e tuas mãos, deves caçar o falcão mais vigoroso do monte… e trazê-lo aqui com vida, até o terceiro dia depois da lua cheia. E tu, Touro Bravo, continuou o feiticeiro, deves escalar a montanha do trono, e lá em cima, encontrarás a mais brava de todas as águias, e somente com as tuas mãos e uma rede, deverás apanhá-la trazendo-a para mim, viva!
Os jovens abraçaram-se com ternura, e logo partiram para cumprir a missão recomendada…
No dia estabelecido, à frente da tenda do feiticeiro, os dois esperavam com as aves dentro de um saco. O velho pediu, que, com cuidado, as tirassem dos sacos… E viu que eram verdadeiramente formosos exemplares…
– E agora o que faremos? Perguntou o jovem. Nós as matamos e depois bebemos a honra de seu sangue? Ou cozinhamos e depois comemos o valor da sua carne? – Perguntou a jovem.
– Não! – Disse o feiticeiro. Apanhem as aves e amarrem-nas entre si pelas patas com essas fitas de couro… Quando as tiverem amarradas, soltem-nas, para que voem livres…
O guerreiro e a jovem fizeram o que lhes foi ordenado e soltaram os pássaros. A águia e o falcão tentaram voar mas apenas conseguiram saltar pelo terreno. Minutos depois, irritadas pela incapacidade do vôo, as aves arremessavam-se entre si, bicando-se até se machucar.
E o velho disse:

– Jamais esqueçam o que estão vendo… Este é o meu conselho. Vocês são como a águia e o falcão… Se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, não só viverão arrastando-se, como também, cedo ou tarde, começarão a machucar-se um ao outro… Se quiserem que o amor entre vocês perdure, voem juntos,mas jamais amarrados






segunda-feira, 6 de novembro de 2017

A MUSICA E O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA

A MUSICA E O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA



Porque a musica eleva? Porque dizem que a musica é divina?

Não precisamos ser peritos para responder. Porque a musica é sentimento, a musica é emoção, é o veiculo pelo qual acessamos nossos sentimentos mais íntimos e mais profundos.

Sim!!! Então a musica é uma ponte... Ahhh é isso, uma ponte de comunicação.

Musica é vibração é frequência e para aqueles que estudam frequências sabem o poder que elas têm. Muitos já viram e assistiram vídeos e apresentações em Power point de uma experiência do cientista japonês Masaru Emoto com os cristais da água. Por si só essa experiência é suficiente para nos mostrar o poder que a musica tem sobre a água, a água é um elemento naturalmente feminino, passivo, moldável a qualquer situação, ambiente ou vibração, a musica é ação, movimento, construção, percebem aqui, fogo e água fecundando o caos, o mesmo principio do alto se projetando em baixo no mundo dos homens?  E só para refrescarmos nossa memória lembremos que nosso corpo é composto de setenta por cento de água, então vejam vocês o poder que a música tem e a responsabilidade que ela ocupa formando gerações e gerações de pessoas.

A musica pode nos elevar ou afundar-nos tamanha é a sua sutileza e mexe com nossas emoções mais escondidas.

Musica aliada ao verbo entoado tem poder! Não esqueçam jamais isso.

Poucos sabem que o verbo e o sexo estão intimamente ligados com a criação, Deus entoa seu eterno verbo cósmico para fecundar nas águas da gênese ou as águas caóticas do abismo o cosmos e o universo, o famoso coito cósmico de Shiva e Shakti, construindo Planetas, Sois, Estrelas, Sistemas Planetários e Galáxias, o Micro Cosmos inserido no Macro Cosmos e o Macro Cosmos inserido no Micro Cosmos.

Que os nossos olhos possam ser abertos para vermos porque então a musica, o sexo e o verbo são tão sagrados e estão todos interligados no despertar de nossas consciências.

Um casal puro, unido pelo amor e pela musica elevada juntamente com o trabalho alquímico e sexual imaculados, constroem sua ponte de ascensão e purificação, sua escada de Jacó, seu caminho de retorno ao seio do Pai.

Porém quantos sabem usar a musica, o verbo e o sexo para o bem? Quantos a utilizam com consciência?

Se tivermos consciência do poder da música, então podemos aliar ela à nossa elevação espiritual, se não tivermos consciência que a musica pode nos elevar e nos curar, então nos deixamos levar pelas massas que as compõe sem nenhum foco nem atenção, nos levando para um caminho de degeneração progressiva até sermos alcançados pela entropia que a tudo devora.

Não vamos aqui adentrar nos méritos de cada estilo musical, músico ou compositor seja ele qual for, cada qual é livre para fazer sua escolha, apenas aqui sinalizamos que existem escolhas e sintonias, você vibra aquilo que você é, percebe?

Um excelente exercício que propomos aqui é estarmos atentos nas musicas que selecionamos e que ouvimos no decorrer de nossa vida ou nas fases de nossa vida, por que o ser humano vive fases e quanto mais maduro vai se tornando, também sua percepção vai sendo transformada com as experiências que a idade, a vida e seu espírito lhes ensinaram.

Um bom começo é ler sua letra com atenção e ver qual tipo de mensagem ela passa, por ai se tivermos um pouco que seja de consciência desperta já será o suficiente para derrubar por “cheque mate” setenta por cento ou até mais em nossa seleção, outra dica é saber sentir a música e estar atento no tipo de sensação que ela vai nos despertar.

Existem as sensações mais baixas de mal estar, rejeição, incômodos, angustias até as mais sutis que mexem com nossos desejos mais refinados de sedução, uma mente sintonizada e atenta consegue destilar as sutilezas do ego, os venenos da mente, da pureza do som e do espírito.

Existem três tipos básicos de mensagens que uma musica pode nos trazer.

O primeiro tipo de mensagem é aquela que nos eleva e nos sintoniza em esferas superiores de sentimentos e pensamentos. Canta o amor, a alegria, a paz. Valorizam o ser humano abrindo seus chacras, alinhando e sintonizando o corpo, a alma e o espírito, nos mostrando que somos muito mais do que um simples corpo humanóide, ou matéria extintiva e biológica, somos o espírito divino habitando temporariamente a matéria.

A musica que eleva nos abre para o universo cristico, então aqui nos tornamos múltiplos e um ao mesmo tempo, somos unidade, mas também somos pluralidade ressoando no cosmos como uma sinfonia, um único corpo multidimensional unido à luz do cristo cósmico.

Nos tornamos o corpo cristico em ação, ressoando de oitavas em oitavas sincronizadas até a fonte criadora de onde tudo verteu e nasceu como uma fina chuva orvalhada e divina manifestando-se através de Mitra, Metra ou Metatron o arquiteto ponte e construtor entre o imanifestado universo Pai de todas as luzes com o manifestado universo filho onde existimos.

O cristo é a ponte entre estes dois universos e o mestre Jesus sabendo a verdade revelada por seu Pai interno a ensinou para seus discípulos dizendo que só se chegaria ao pai através do filho, o cristo cósmico que é múltiplo e um ao mesmo tempo.

Aquelas poucas almas aqui na terra dos homens que compõe letras e musicas com esse foco e lucidez estão muito próximos à fonte, essa é a real função da musica divina, esse é o verdadeiro poder da musica das esferas, reconectar e auxiliar os seres no despertar de suas consciências adormecidas compreendem?

O Segundo tipo de mensagem que as musicas em nossos dias passam é a do mundo, são as musicas compostas do mundo e para o mundo, sua função é nos condicionar e nos formatar como consumidores do sistema, nos prendendo em padrões de comportamentos e valores voltados aos interesses de uma época ou de um período ao qual vive ou viveu uma determinada sociedade, são os famosos hits dos anos 50, 60, 70, 80 e por ai vai, normalmente estão voltadas a sentimentalismos que nos prendem, nos viciam e nos condicionam a seguir um estilo musical comercial, o “famoso chicletinho”, que gruda nas mentes dos mais desatentos e ai só mesmo por Deus para arrancá-lo lá de dentro.

Conseguem enxergar o estrago que isso pode fazer no subconsciente das pessoas? Isso é total reprogramação e manipulação de massas, não só a musica do mundo tem esse poder como também toda a mídia ou veiculo de comunicação, como rádios, jornais e televisões. Porque será que as mídias só informam sobre desgraças, terrorismos e violência? Será que fazem isso para condicionar-nos no medo para que assim esqueçamos que o pensamento, o sentimento e o amor voltados para a paz e a harmonia reconstroem o mundo? Ou será que elas também estão perdidas e caídas no profundo sono da inconsciência coletiva.

Mas voltando para a musica, não queremos levantar bandeiras de quais estilos são bons ou ruins, cada qual deve ser consciente o suficiente para fazer suas escolhas, apenas temos aqui a responsabilidade de aclarar para que cada qual siga o caminho que escolheu.

3- O terceiro tipo de mensagem trabalha o lado oculto, negro e invertido, a musica tenebrosa, que de forma consciente manipula a todos na inversão de seus valores dando para as trevas uma falsa túnica de luz, aliciando as pessoas ao adultério, ao sexo promíscuo, a violência e ao fortalecimento dos egos humanos, desde as escalas mais densas e grotescas até as mais sutis e refinadas e ai é que está o “X” da questão, então acabam também usando o sistema caído de comunicação em massa e das mídias para lançarem suas sementes, mas cada qual tem seu direito de expressão, muitas vezes falam de amor e de paz, porém de forma totalmente consciente despertada no mal e para o mal, depois que a guarda se abriu introduzem o que quiserem no subconsciente das pessoas, é necessário estarmos atentos, nem tudo que reluz é ouro.

Musica é tom, é cor, é sentimento, é fogo que imprime de forma sutil no subconsciente e na alma os mistérios do espírito.

Musica é ponte, é ligação que ressoa tanto no mais alto como no mais baixo ela pode vibrar nas esferas celestes ou ressoar nos infernos terrestres.

Qual o foco que você procura ao buscar uma musica?

Nós somos aquilo que ressoamos, o externo é meramente um reflexo do nosso interno, mas se mudarmos nosso foco, assim também tudo ao nosso redor muda como mágica.

Então, por que não começar com as musicas que ouvimos?

Que possamos estar atentos a partir de agora e vigiar como sentinelas em tempos de guerra tudo que entra e sai através de nossos sentidos.

Auto observação, Foco e Atenção!!!
Perder-se no caminho é esquecer-se de si mesmo.

Avante Guerreiros!!!
Fonte: O Sol interno

terça-feira, 31 de outubro de 2017

6 histórias de superação que vão inspirá-lo a ser um sucesso!



6 histórias de superação que vão inspirá-lo a ser um sucesso!
Luiza Fletcher • 14 de setembro de 2017



Muitas vezes nós desistimos ou ficamos desmotivados de uma conquista por conta das falhas,
A verdade é que todos falhamos todos os dias, e aqueles que conquistam os seus desejos aprenderam a enxergar além dos erros e seguir em frente com positividade.
Abaixo estão histórias de erros e superação para  inspirar a todos a nunca desistir.
1. Steve Jobs
Steve Jobs foi um dos criadores de uma das maiores empresas do mundo, Apple. Mas o que muitos não bem é que Jobs foi demitido da própria empresa por conta de disputas de poder. No entanto, a demissão clareou sua mente e o fez perceber que o amor por seu trabalho era mais importante do que poder. Ele trabalhou em outros empreendimentos bem-sucedidos, como o NeXT e a Pixar, que o fizeram recuperar sua posição de CEO na Apple.

2. Bill Gates
Bill Gates abandonou Harvard. Ele foi um dos donos da empresa Traf-O-Data, que não teve sucesso. Porém, não desistiu de sua paixão pela programação de computadores e fundou a empresa Microsoft, que o tornou o bilionário mais novo do mundo, aos 31 anos.
Gates diz: “É bom celebrar o sucesso, mas é mais importante aprender as lições do fracasso”.

3. Albert Einstein
Todos associam Einstein à genialidade e transformação, mas poucos sabem que ele só conseguiu falar fluentemente a partir dos 9 anos e que foi expulso da escola por conta de sua rebeldia.  Suas peculiaridades, no entanto, não o impediram de conquistar o Prêmio Nobel de Física em 1921. Até hoje, suas descobertas influenciam muitos aspectos de nossas vidas, como cultura, religião e arte.

4. Steven Spielberg
Steven Spielberg é considerado um dos cineastas mais influentes de todos os tempos. Porém, sua genialidade nem sempre esteve em seu auge. Spielberg teve notas ruins e foi rejeitado pela Universidade do Sul da Califórnia três vezes. Em 1969, no entanto, ele foi contratado como diretor da televisão da Universal, e até agora dirigiu 51 filmes e recebeu três Oscars.

5. Walt Disney
Walt Disney, criador de personagens incríveis como Mickey Mouse, tentou juntar-se ao exército, mas não conseguiu. Ele teve um empreendimento chamado Laugh-o-Gram Studios, que não foi em frente porque ele “não tinha capacidade de gerir um negócio bem-sucedido.” Walt Disney, inclusive já foi demitido por “não ser criativo o suficiente”.
Nada poderia estar tão longe da verdade, porque há anos seus estúdios e parques são responsáveis por despertar sonhos de crianças do mundo inteiro.

6. Vincent Van Gogh
Vincent Van Gogh foi um dos maiores pintores de todos os tempos, mas sua vida pessoal e profissional era uma tragédia. Ele sofria de doenças mentais e relacionamentos fracassados, o que o levou a ​​suicidar aos 37 anos. Van Gogh só vendeu um quadro enquanto estava vivo. Considerava-se um fracasso. Porém, ficou incrivelmente famoso após sua morte, e até hoje é conhecido como um dos principais artistas do pós-impressionismo.
Todas essas pessoas são grandes inspirações e nos mostram que todos nós somos capazes de alcançar o sucesso. Seja forte e trabalhe em direção aos seus sonhos!

Há três anos escreve para o site O Segredo, um dos maiores portais do Brasil sobre desenvolvimento pessoal. Sua missão é buscar assuntos que nos inspirem a ser uma versão melhor de nós mesmos.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

21 exercícios de neuróbica para deixar o seu cérebro afiado



21 exercícios de neuróbica para deixar o seu cérebro afiado


Quem foi que disse que o cérebro não precisa de exercícios para se manter ativo? Se o nosso corpo necessita de malhação para ficar sempre em ordem e cheio de disposição, por que com a mente seria diferente?
O cérebro também vai perdendo sua capacidade produtiva ao longo dos anos e, se não for treinado com exercícios, pode falhar. O neurocientista norte-americano, Larry Katz, autor do livro Mantenha seu Cérebro Vivo, criou o que é chamado de neuróbica, ou seja, uma ginástica específica para o cérebro.
A teoria de Katz é baseada no argumento de que, tal como o corpo, para se desenvolver de forma equilibrada e plena, a mente também precisa ser treinada, estimulada e desenvolvida. É comum não prestamos atenção naquilo que fazemos de forma mecânica, por isso costumamos esquecer das ações que executamos pouco tempo depois.
“O objetivo da neuróbica é estimular os cinco sentidos por meio de exercícios, fazendo com que você preste mais atenção nas suas ações e então, melhore seu poder de concentração e a sua memória”, explica a psicóloga especialista em análise comportamental e cognitiva, Mariuza Pregnolato. “Não se trata de acrescentar novas atividades à sua rotina, mas de fazer de forma diferente o que é realizado diariamente”.
Para o neurologista da Unifesp Ivan Okamoto, tais exercícios ajudam a desenvolver habilidades motoras e mentais que não costumamos ter em nosso dia a dia, porém, tais habilidades em nada se relacionam com a memória.
“Se você é destro e começa a escrever com a mão esquerda, desenvolverá sua coordenação motora de modo a conseguir escrever com as duas mãos e caso um dia, tenha algum problema que limite a escrita com a mão direita, terá a esquerda bem capacitada para isso. Mas o fato de praticar este tipo de exercício não significa que você se verá livre de problemas como esquecer de pagar as contas, tomar o remédio, ou algo do gênero”, explica o especialista.
Como funciona a neuróbica?
A neuróbica consiste na inversão da ordem de alguns movimentos comuns em nosso dia a dia, alterando nossa forma de percepção, sem, contudo, ter que modificar nossa rotina. O objetivo é executar de forma consciente as ações que levam à reações emocionais e cerebrais. São exercícios que vão desde ler ao contrário até conversar com o vizinho que nunca dá bom dia, mas que mexem com aspectos físicos, emocionais e mentais do nosso corpo. “São esses hábitos que ajudam a estimular a produção de nutrientes no cérebro desenvolvendo suas células e deixando-o mais saudável”, explica Mariuza Pregnolato, psicóloga especialista em análise comportamental e cognitiva.
Quanto mais o cérebro é treinado, mais afiado ele ficará, mas para isso não precisa se matar nos testes de QI ou nas palavras cruzadas para ter resultados satisfatórios. “Estas atividades funcionam, mas a neuróbica é ainda mais simples. Em vez de se inscrever em um super desafio de matemática e ficar decorando fórmulas, que tal vestir-se de olhos fechados ou andar de trás para frente?”, sugere a especialista. A proposta da neuróbica é mudar o comportamento rotineiro para “forçar” a memória. Por isso, é recomendável virar fotos de cabeça para baixo para concentrar a atenção ou usar um novo caminho para ir ao trabalho.
O papel dos sentidos
O programa de exercícios da neuróbica oferece ao cérebro experiências fora da rotina, usando várias combinações de seus sentidos – visão, olfato, tato, paladar e audição, além dos “sentidos” de cunho emocional e social.
“Os exercícios usam os cinco sentidos para estimular a tendência natural do cérebro de formar associações entre diferentes tipos de informações, assim, quando você veste uma roupa no escuro, coloca seus sentidos em sinal de alerta para a nova situação. Se a visão foi dificultada, e é isso que faz com que você sinta o efeito dos exercícios, outros sentidos serão aguçados como compensação”, explica Mariuza.
Para estimular o paladar, uma dica bacana é fazer combinações gastronômicas inusitadas. Já pensou em misturar doce com salgado? Maionese com leite condensado?
Corpinho de 40 e Mente de 20!
A neuróbica não vai lhe devolver o cérebro dos vinte anos, mas pode ajudá-lo a acessar o seu arquivo de memórias. “Não dá para aumentar nossa capacidade cerebral, o que acontece é que com os exercícios você consegue ativar áreas do seu cérebro que deixou de usar por falta de treino”, explica Mariuza.
“Você só estimula o cérebro se o exercita, por isso quem sempre esteve atento a esta questão terá menos problemas de saúde cerebral, como demência e doenças cognitivas, como Alzheimer”, considera a especialista.

9 exercícios de quebra de rotina
Mudar a rotina ajuda a nos tirar dos padrões de pensamento de sempre, que nos levam ao piloto automático. Experimente:
1- Use o relógio de pulso no braço direito.
2- Ande pela casa de trás para frente.
3- Vista-se de olhos fechados.
4- Veja as horas num espelho.
5- Troque o mouse do computador de lado.
6- Escove os dentes utilizando as duas mãos.
7- Quando for trabalhar, utilize um percurso diferente do habitual.
8- Introduza pequenas mudanças nos seus hábitos cotidianos, transformando-os em desafios para o seu cérebro.
9- Faça alguma atividade diferente com seu outro lado do corpo e estimule o seu cérebro. Se você é destro, que tal escrever com a outra mão?

3 exercícios de Memorização
Treinar a memória também ajuda a desenvolver a mente. Tente esses exercícios:
1- Ao entrar numa sala onde esteja muita gente, tente determinar quantas pessoas estão do lado esquerdo e do lado direito. Identifique os objetos que decoram a sala, feche os olhos e enumere-os.
2- Experimente memorizar aquilo que precisa comprar no supermercado, em vez de elaborar uma lista. Utilize técnicas de memorização ou separe mentalmente o tipo de produtos que precisa. Desde que funcionem, todos os métodos são válidos.
3- Ouça as notícias na rádio ou na televisão quando acordar. Durante o dia escreva os pontos principais de que se lembrar.

9 exercícios com palavras e habilidades cognitivas
Aprimorar novas habilidades sempre ajuda a exercitar o cérebro. Experimente essas dicas:
1- Estimule o paladar, coma comidas diferentes.
2- Leia ou veja fotos de cabeça para baixo concentrando-se em pormenores nos quais nunca tinha reparado.
3- Folheie uma revista e procure uma fotografia que lhe chame a atenção. Agora pense 25 adjetivos que ache que a descrevem a imagem ou o tema fotografado.
4- Quando for a um restaurante, tente identificar os ingredientes que compõem o prato que escolheu e concentre-se nos sabores mais sutis. No final, tire a prova dos nove junto ao garçom ou chef.
5- Selecione uma frase de um livro e tente formar uma frase diferente utilizando as mesmas palavras.
6- Experimente jogar qualquer jogo ou praticar qualquer atividade que nunca tenha tentado antes.
7- Compre um quebra-cabeças e tente encaixar as peças corretas o mais rapidamente que conseguir, cronometrando o tempo. Repita a operação e veja se progrediu.
8- Recorrendo a um dicionário, aprenda uma palavra nova todos os dias e tente introduzi-la (adequadamente!) nas conversas que tiver.
9 – Ao ler uma palavra pense em outras cinco que começam com a mesma letra.

Hábitos Saudáveis
Outra atitude indispensável para manter a memória sempre afiada, é prestar atenção na qualidade de vida. O neurologista Ivan Okamoto sugere um estilo de vida mais tranquilo, com alimentação balanceada, sem vícios e com a prática regular de exercícios físicos para manter o corpo e a mente saudáveis.
“A melhor maneira de manter a memória em dia é cuidar da saúde, por isso é importante evitar cigarro e bebidas alcoólicas, seguir uma dieta equilibrada, praticar exercícios e exercitar o cérebro. Manter a atividade mental, seja trabalhando ou participando de alguma atividade em grupo, ajuda a elevar a autoestima e deixar a memória a todo vapor”, explica o especialista.

(Texto de Natalia do Vale | Via: Minha Vida)

Outra dica que não foi citada no texto, mas acredito que seja fundamental para a nossa mente, sem dúvida nenhuma é a prática da meditação. Caso você tenha interesse em aprender a meditar acesse nossa área de exercícios.
Boa prática!